Livro "A Fórmula do Amor", um romance sobre uma rapariga com Asperger
Entre Páginas

Livro “A Fórmula do Amor” – Sabes o que é o Asperger?

Não sei quantos de vocês sabem o que é o Síndrome de Asperger. Para aqueles que não sabem, (vertente médica, truz truz) é uma perturbação que faz parte do espetro do autismo. São pessoas tipicamente “funcionais”, se é que posso dizer assim, no sentido em que por norma, a inteligência e a linguagem não são afetadas. A área onde esta perturbação mais se manifesta é na área que diz respeito aos relacionamentos sociais. Pode ser difícil para elas perceberem e interpretarem os sentimentos dos outros, bem como o que é ou não adequado ser dito em determinadas ocasiões. Também se torna difícil perceberem o sarcasmo ou a ironia porque têm um pensamento muito mais concreto. A verdade, é que muitas destas pessoas chegam à idade adulta sem qualquer tipo de diagnóstico. São vistas apenas como pessoas mais introvertidas que preferem passar tempo sozinhas, ao invés de passarem tempo com amigos ou irem sair. Curiosamente, foi precisamente este o caso de Helen Hoang, a escritora da Fórmula do Amor. Quando, já em adulta, foi diagnosticada com Asperger, resolveu retratar-se num livro, e daí surgiu a Stella, a protagonista desta história.

A Stella, sendo uma mulher com Asperger, nunca se conseguiu entregar verdadeiramente a uma relação amorosa e como tal resolve contratar um acompanhante para lhe ensinar isso mesmo: a ser uma boa namorada. Esta é a premissa do livro. Um bocadinho o filme “Pretty Woman” do avesso (exceto o Asperger, claro está).

Ora, isto tinha absolutamente tudo para correr bem. E não é que não tenha corrido. Apenas não foi nada, nada, nada do que eu estava à espera. Eu esperava explorar a cabeça de Stella e conhecer a realidade dela. Mas a verdade é que senti que conheci mais o corpo dela do que a cabeça. Porque nossa senhora, o livro é muuuuuuito “caliente”. Muito mesmo. Muito mais do que aquilo que eu contava que fosse. E no fim de tudo, sinto que muito se resumiu à parte física e tenho pena que os pensamentos da Stella não tivessem sido mais abordados. Porque de todas as vezes que isso acontecia, o livro estava estupendo.

Posto isto, não é um livro mau. Apenas não é um livro tão bom quanto o potencial que tinha.

(PS – desafio-vos a lerem este livro e a não desenvolverem toda uma crush literária pelo Michael acompanhante)

 

Comprem o vosso aqui!

Livro "A Fórmula do Amor", um romance sobre uma rapariga com Asperger

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *