"A Rapariga sem Nome", primeiro volume da saga Leslie Wolfe
Entre Páginas

Livro “A Rapariga sem Nome”, O Primeiro Livro de Leslie Wolfe

Foi com “A Rapariga sem Nome” que entrei no universo Leslie Wolfe de que tanto ouço falar. E o que é que vos posso dizer?

Tal como qualquer policial, geralmente não é a premissa do livro que é surpreendente ou que nos faz gostar da obra, mas sim o desenrolar da investigação. E este não foi exceção no sentido em que temos uma premissa muito simples: uma rapariga encontrada morta na praia, nua e em posição de reza. E como tal, um assassino que precisa de ser descoberto.

Começando pelos pontos positivos: a escrita de Leslie é de uma simplicidade que me agradou particularmente. É tão clara que nos sentimos como que a ver as imagens de um episódio de CSI a dar na televisão. Com a particularidade que nos episódios de CSI nem sempre acompanho o raciocínio tão bem como acompanhei neste livro. Outro ponto positivo é que fiquei agradavelmente surpreendida com alguns dos pormenores mais “macabros” do assassino e que íamos descobrindo na autópsia e no decorrer da investigação. Houve certas coisas que nunca li nem vi em policial nenhum e olhem que eu leio muitos policiais e vejo muito CSI!

Agora, quanto aos pontos negativos. O principal é que o achei previsível. Isto é, na primeira metade do livro desconfiei de quem poderia ser o assassino e essa mesma suspeita confirmou-se pelo que aquilo que deveria ter sido o plot twist para mim não o foi. O segundo ponto menos positivo é que sinto que houve uma imensidão de perguntas às quais eu fiquei sem resposta como (não se preocupem, não tem spoilers) o que é que motivou o ódio do assassino (sabemos QUEM o motivou, mas não percebi o QUE o motivou), ou qual o simbolismo do local onde ele deixava as vítimas. Também fiquei com perguntas acerca do passado da agente Tess no sentido em que parecia que este não era o primeiro livro da saga (mas é). Mas quanto a este último ponto, pode perfeitamente vir a ser falado nos próximos livros!

Ainda assim, foi uma experiência positiva? Foi, bastante! Foi de tal forma positiva que o li num ápice. E além disso já ouvi que a escrita da autora foi evoluindo e que os próximos estão ainda melhores por isso mal posso esperar!

 

Compra aqui o teu exemplar!

"A Rapariga sem Nome", primeiro volume da saga Leslie Wolfe

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: