Livro "A Trança de Inês"
Entre Páginas

O Meu Primeiro “Livro para Crescidos”: A Trança de Inês

Eu defendo que não há livros para crianças e livros para adultos pelo facto de que um adulto pode perfeitamente querer ler um livro infantil e tirar dele o maior proveito. Super legítimo. E como eu gosto de dizer “o que importa é ler, independentemente do que se lê”. Mas geralmente o contrário não acontece. E não acontece porque uma criança não vai ler Saramago ou Eça, ou um thriller todo doido e gostar. Porque é uma criança. Por isso há, muito provavelmente, um livro que marcou a vossa transição dos livros considerados infantis para os de um outro patamar.

Quando era uma mini Mariana (ou Nana como dizia na altura), comecei com os livros da Anita (letras gordas, poucas páginas e muitos desenhos) e mais tarde lá me rendi aos livros de “Uma Aventura”, “Os Cinco” e “As Gémeas do Colégio de Santa Clara” (eu sei, clássicos infantis).  Mas com os meus 12 anos li o meu primeiro “livro para crescidos”. Esse livro foi “A Trança de Inês” de Rosa Lobato de Faria.

Li-o numa altura em que me andava a ser falada da história de D. Pedro e Dona Inês de Castro na escola, por sugestão de um familiar. Era uma leitura muito diferente daquelas a que estava habituada mas delirei com ela. Houve várias coisas que decerto na altura não entendi, mas que ainda assim guardei com carinho para mais tarde reler.

É um livro que nos retrata a trágica história de D. Pedro e Dona Inês em três tempos distintos: o passado (séc. XIV), o presente (séc. XXI) e o futuro (séc. XXII) e o que define o destino deles nestas três épocas para culminar sempre no mesmo fim. O conceito de “destino” é reinventado e é-nos apresentado de uma forma agradavelmente surpreendente e em certa parte distópica (ou então não, quem sabe?). E é muito curioso como as três época se cruzam e entrelaçam ao longo da narrativa tal e qual uma trança.

 

Se gostavas de ler este livro, podes adquirir o teu exemplar aqui.

 

Boas leituras!

Livro "A Trança de Inês"

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: